Edição (ANTERIOR) de Agosto de 2013.


Projeto

PROATO: Univem lança Projeto de Cidadania Proativa e Direito

Trazer para o centro das discussões acadêmicas os problemas enfrentados pela sociedade, com os quais o Direito pode e deve lidar.
 


 Este é o principal objetivo do Projeto de Cidadania Proativa e Direito (PROATO), do curso de Direito do Univem.

O projeto foi lançado no dia 15 de agosto, no auditório Shunji Nishimura, com uma palestra sobre “Reforma política, cenários e perspectivas”, ministrada pelo cientista político José Geraldo Poker.
A professora Daniela Marinho, responsável pelo projeto, explica que a ideia nasceu com o objetivo de despertar a formação humanista do aluno e a sua percepção quanto à função transformadora do Direito, tendo ainda como meta promover a integração acadêmica, notadamente dos primeiros e segundos anos. “Mais que isso, busca dialogar com a comunidade, denotando comprometimento da instituição para com os problemas locais.”
Ela comenta que mais de 100 alunos inscreveram-se para participar, procura considerada surpreendente. “Isso demonstra o grau de comprometimento dos nossos estudantes.”
 
Retratos da rua
Os alunos reúnem-se nas noites das quartas-feiras. Para tocar o projeto, dividem-se em quatro frentes de trabalho: organização, conteúdo, divulgação e arte.
“Para a noite do lançamento, as frentes trabalharam arduamente”, conta a docente. Primeiro, a frente de conteúdo decidiu qual tema deveria ser abordado, definindo-se pela reforma política, dada a sua atualidade e relevância.
Depois disso, a frente de organização começou a discutir a mellhor data, o lugar, o palestrante, além de preparar um vídeo para ser mostrado no lançamento. 
Ao grupo de divulgação, coube elaborar o logotipo do projeto e os materiais gráficos, bem como percorrer as salas de aula para comunicar o evento.
A turma da arte trabalhou para dar cor e forma ao evento: fez o “flesh mob” para a pré-estreia e confeccionou um painel com fotos tiradas nas ruas de Marília, que denunciavam algumas situações para as quais o Direito precisa se atentar.  
Os alunos foram às ruas colher as impressões que as pessoas tinham sobre os temas que seriam tratados na noite de lançamento, como justiça, cidadania, proatividade etc. Transformaram as falas em representação teatral, que teve como ápice a declamação de uma bela e intensa poesia, escrita por um deles.
A estudante Laís Alessandra Capelozzo Ohashi, do primeiro ano diurno, da frente de organização, diz estar honrada em fazer parte do projeto. “O PROATO quer mostrar ação, dando movimento aos valores que aprendemos na faculdade, e o cenário de toda essa proatividade é a comunidade mariliense”, ressalta. “O curso de Direito do Univem deseja formar profissionais mais humanos, que conheçam a realidade de sua comunidade e que participem ativamente para sua melhoria.”
            O PROATO também conta com a contribuição de estudantes do segundo ano do curso. José Luiz Queiroz foi o “mestre de cerimônia” da noite de lançamento, apresentando os trabalhos e a palestra. Além dele, colaboram nas várias frentes de trabalho: Leonardo Simões, Fabrício Kagami Taira, Leonardo Presumido e Lucas Colombera.
 
Repercussão
            Além de movimentar os alunos diretamente envolvidos no projeto, o lançamento do PROATO também chamou a atenção dos demais estudantes do curso. Iara Beloti, do primeiro ano noturno, elogia a iniciativa: “O projeto é atual e ajuda a sociedade a entender as questões políticas que vêm acontecendo no país. Alunos engajados fazem a diferença na sociedade e, também, na carreira política.”
 
Próximos passos
Passado o lançamento, o PROATO já tem marcados novos eventos: café com conteúdo, concurso de oratória e “cidadão além do papel”. Neste último, um grupo vai estudar e refletir, a princípio dentro da instituição, sobre questões sociais importantes; depois, vai levá-las para discussão na comunidade, em associações de bairro e escolas, por meio de palestras e teatro.
 





Inauguração
Asserti inaugura sede no Univem
Pratas da casa
Do Univem ao Tocantins, as recompensas da vida docente
Computação e Engenharia
Ciência sem fronteiras
Formatura
Parabéns, formandos de Processos Gerenciais!
Computação 15 anos
Combr, a primeira empresa incubada no CIEM

Artigos desta edição


UNIVEM - Centro Universitário Eurípides de Marília
O Jornal do UNIVEM - está aberto para sugestões e matérias. Os textos assinados podem ou não corresponder à opinião do jornal.
[ Edições anteriores ] - Contato via e-mail: fundacao@univem.edu.br