Edição (ANTERIOR) de Agosto de 2013.


Computação 15 anos

Em sintonia com o futuro

O curso de Ciência da Computação comemora seu aniversário de 15 anos de olho no futuro.
 


Por conta da data, este segundo semestre terá ainda mais eventos voltados à área, como mostra o quadro abaixo. Uma delas, durante a VI Semana de Tecnologia da Informação, em outubro, será uma mesa redonda intitulada “Ciência da Computação: Desafios para os próximos 15 anos” com a participação de grandes nomes da Computação no Brasil. “A ideia é utilizarmos essa data como oportunidade de refletirmos e discutirmos o cenário atual e os desafios do ensino e pesquisa na área de Computação e do mercado de TI no âmbito regional, nacional e internacional’, enfatiza o Prof. Dr. Elvis Fusco, coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem.

Ele não tem dúvidas de que a instituição tem muito a comemorar nestes 15 anos. “Graças ao empenho de professores, diretores, funcionários e alunos, o curso se consolida a cada dia no mercado e contribui para a melhoria da qualidade dos profissionais”, destaca.
Ele lembra que, quando o curso de Ciência da Computação teve início no Univem, em agosto de 1998, o mundo vivia uma grande revolução tecnológica, com a utilização massiva da Internet nas empresas e nas casas. De lá para cá, vieram outros grandes momentos, como a Computação em Nuvem e a Computação Móvel. “Novos desafios são apresentados para a área e o curso de Ciência da Computação se atualiza a cada dia, com a evolução de seu projeto pedagógico, que se reflete na atualização constante de sua matriz curricular e na capacitação de seus docentes”, diz. O coordenador destaca a criação do Computing and Information Systems Research Lab (COMPSI), núcleo de pesquisa e tecnologia ligado aos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem, em 2010. “O COMPSI permitiu a centralização e a agregação de esforços de pesquisa e prática profissional, gerando grandes investimentos em laboratórios e equipamentos, com ótimos resultados na produção científica e tecnológica dos alunos e docentes.”
Fusco destaca um grande desafio para os próximos anos: A utilização dos resultados das pesquisas científicas na resolução de problemas na indústria dos mais diversos setores. “Importantes cases de parcerias com empresas e institutos de pesquisa de âmbito nacional têm mostrado que estamos indo pelo caminho correto”, frisa.
O coordenador diz que outro desafio muito importante é aumentar a aderência do perfil de formação com as necessidades do mercado de TI e a aproximação com as empresas por meio da criação da Associação de Empresas de Tecnologia da Informação, a Asserti. Estes dois ingredientes têm contribuído para que a maioria dos profissionais encontrados nas empresas de Marília e região, atualmente, seja oriunda do Univem.
 
Gente nova na área
Esta reportagem sobre os 15 anos de Ciência da Computação, iniciada com os pioneiros do curso, encerra-se com alguns depoimentos de jovens recém-chegados à instituição, símbolo do futuro que começa agora.
Lívia Maria de Oliveira Furlan, Vitória Mendes Lopes Nunes e Danilo Costa Breda estão no primeiro ano do curso e apostam numa boa formação para alavancar a carreira sonhada.
Enquanto Danilo pensa em pesquisar na área de automação comercial e residencial, Vitória sente-se atraída por programação e implantação de novos sistemas. Já Lívia revela gostar de hardware.
“Os professores são exigentes e o curso é bem puxado”, diz Lívia. “As pessoas pensam que a área é simples e que podem aprender sozinhas, mas não é assim. O grande desafio do curso é ensinar o aluno a desenvolver novas tecnologias”, comenta Vitória. “O conteúdo é bem abrangente e nos oferece um leque grande de conhecimentos”, completa Danilo.
 

Empregabilidade

Levantamento feito pela coordenação dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação aponta que a média geral de alunos que já trabalham é de 81%, sendo 59% na área. Dos que trabalham na área, 17% já estavam empregados antes do início da graduação, 36% conquistaram um posto no primeiro ano, 20% no segundo, 20% no terceiro e 6% no quarto.

 

 






Camillo Sivelli
Homenagem ao homem, ao professor, ao amigo
Computação 15 anos
A via da pesquisa e da docência
Formatura
Parabéns, formandos de Processos Gerenciais!
Pratas da casa
Do Univem ao Tocantins, as recompensas da vida docente
Computação e Engenharia
Ciência sem fronteiras

Artigos desta edição


UNIVEM - Centro Universitário Eurípides de Marília
O Jornal do UNIVEM - está aberto para sugestões e matérias. Os textos assinados podem ou não corresponder à opinião do jornal.
[ Edições anteriores ] - Contato via e-mail: fundacao@univem.edu.br